7 jul

Passo a passo simples para fazer testes A/B na URA

Você já parou para pensar como os testes A/B na URA podem melhorar significativamente os resultados da sua campanha? Esse tipo de prática ajuda a testar duas variações de uma mesma oferta. Hoje, você vai aprender um passo a passo muito simples para fazer testes A/B na URA e se surpreenderá com os resultados.

1

Antes de saber mais sobre esse assunto, preencha o formulário abaixo para entrar em contato com a TW Solutions e conhecer as melhores soluções VoIP para sua empresa reduzir custos e aumentar a produtividade.

O que são testes A/B?

Antes de qualquer coisa, vamos entender o conceito básico de testes A/B.

Os testes A/B servem, como dissemos, para testar duas variações de uma mesma oferta, produto, serviço ou campanha. Basicamente, a prática consiste em dividir o público em duas partes e oferecer uma variação diferente para cada uma delas.

Um teste A/B pode ser realizado para medir a taxa de conversão de duas páginas diferentes da web, a aceitação do público diante de duas imagens distintas ou os resultados de uma campanha feita por uma URA – esse será o nosso foco hoje.

Os testes A/B na URA permitirão checar variáveis, analisar métricas e observar mudanças na reação e aceitação do público.

É importante ressaltar que para que um teste A/B seja assertivo, ele deve ser realizado com um público qualificado e segmentado. Só assim será possível delinear as preferências do consumidor e otimizar sua experiência.

Como fazer testes A/B na URA em 5 passos simples

Passo 1: definir o objetivo do teste

Esse passo parece óbvio demais, mas alguns testes acabam fracassando porque não possuem um objetivo definido e claro.

Você precisa imaginar uma hipótese testável, com resultado esperado, e defini-la como objetivo do seu teste. Só assim será possível analisar os resultados corretamente.

Passo 2: definir o que será testado

Algumas variáveis podem ser testadas em um teste A/B na URA. As variáveis escolhidas dependerão do objetivo definido no passo 1.

2

Depois de analisá-las, será possível descobrir a taxa de retenção, o tempo médio de retenção e ainda outras métricas.

Veja algumas delas:

  • Número de opções no menu
  • Ordem de opções no menu
  • Scripts diferentes
  • Tom da voz
  • Linguagem formal/informal
  • Quantidade de oferta de produtos/serviços
  • Realização (ou não) de confirmação de identidade com a pessoa que atende o telefone
  • Possibilidade (ou não) de conversar com um atendente para esclarecer eventuais dúvidas

Passo 3: definir por quanto tempo o teste será realizado

Para que seu teste tenha sucesso, você precisa definir por quanto tempo ele será realizado.

Para isso, será preciso observar o custo-benefício, analisar algumas métricas e então perceber qual é o tempo mínimo de análise que poderá trazer resultados confiáveis.

Passo 4: definir a importância dos relatórios e resultados

Esse passo também parece óbvio, mas assim como o passo 1, se não for definido claramente, pode levar o teste ao fracasso.

Se você está realizando testes A/B na URA, é porque pretende tomar decisões com base em seus resultados. Dessa forma, é essencial estudar os relatórios com profundidade e atenção para identificar tendências, otimizar processos e validar hipóteses que impulsionarão suas decisões.

Passo 5: definir a validade dos relatórios e resultados

Por último, é necessário definir depois de quanto tempo será necessário realizar os testes novamente, ou seja, definir a validade dos relatórios e resultados.

Assim, será possível criar diferenciais, melhorar ainda mais a experiência do usuário e, consequentemente, evoluir suas campanhas e estratégias.

Site TW Solutions

Passo a passo simples para fazer testes A/B na URA
5 (100%) 1 voto

Posts Relacionados

Comentários

comentários