23 jul

Profissões da área de Telecom que estão em alta e suas médias salariais

As profissões da área de Telecom relacionam-se à criação e desenvolvimento de sistemas que facilitam a transmissão e a recepção de informações. Esses profissionais, em diferentes funções, são responsáveis pela elaboração e execução de ferramentas e canais para a codificação e a disseminação de imagens, sons e todo tipo de conteúdo transmitido por ondas eletromagnéticas.

Antes de saber mais sobre esse assunto, preencha o formulário abaixo para entrar em contato com a TW Solutions e conhecer as melhores soluções VoIP para sua empresa reduzir custos e aumentar a produtividade.

Trata-se, em suma, de atividades que geram as condições adequadas para a melhoria dos sistemas de emissão e recepção de mensagens, além de diagnosticar e reparar as possíveis falhas que distintos sistemas podem sofrer.

Abordamos, ao longo desse artigo, informações relevantes sobre as principais profissões da área de Telecom e suas respectivas médias salarias. Boa leitura!

Coordenador de Telecomunicações

O Coordenador de Telecomunicações caracteriza, entre as profissões da área de Telecom, o trabalhador que se responsabiliza por gerir a equipe de técnicos do setor, a fim de assegurar o êxito da rotina de operações, geração de relatórios, turno de serviço etc.

Esse profissional deve agir com a avaliação de projetos para a execução de orçamentos, incluindo tanto suas propostas técnicas quanto a criação de cronogramas.

Para ter sucesso nessa profissão (uma das mais desafiadores entre as profissões da área de Telecom), além da graduação específica, é imprescindível ter conhecimentos avançados em sistemas operacionais, redes, ITIL, ser comunicativo, comprometido, flexível e saber atuar em equipe.

A média salarial é de R$ 6.100,00.

Técnico em Telecom

O Técnico em Telecom trabalha na operação, instalação e manutenção de sistemas, supervisionando as medidas implementadas nos serviços de telecomunicações. Cabe ao técnico atender às regulamentações e legislações relacionadas à transmissão de informações e dados por meio de fibras óticas, unidades de acesso, CATV, telefonia, tecnologia XSDL e wireless.

Sua performance profissional, depende, em grande medida da posse de conhecimentos em sistemas telefônicos, eletricidade, meios de transmissão e eletrônica.

A média salarial é de R$ 3.050,00.

Engenheiro de Telecomunicações: uma das melhores profissões da área de Telecom

O principal trabalho de um Engenheiro de Telecomunicações consiste em planejar, projetar e calcular sistemas de rede que permitam gerenciar e aproveitar ao máximo os serviços do setor.

Ele é o responsável por resolver problemas que possam surgir na transmissão e recepção de sinais eletromagnéticos e conexões entre redes. Seu campo de atuação inclui a maioria das tecnologias relacionadas à comunicação como TV, redes de computadores, rádio, telefone, entre outros.

É por isso que o Engenheiro de Telecom deve conhecer bem as propriedades de todos os meios de transmissão disponíveis, tais como cobre, fibra ótica, rádios, satélites. Tal proficiência o permite criar infraestruturas de comunicação eficientes. Nesse sentido, os engenheiros têm garantia de emprego enquanto as tecnologias continuarem a evoluir.

Entre as profissões da área de Telecom, essa carreira é a que apresenta melhores perspectivas profissionais, uma vez que, para que a sociedade tenha melhores canais de comunicação, a tendência é que ela domine a telemática, isto é, a massiva interconexão entre computadores e sistemas telefônicos através de redes de telecomunicações.

Portanto, obter um emprego como Engenheiro de Telecom garante um salário razoável – em média R$ 8.700,00.

Ressalta-se, também, que as empresas estão constantemente à procura de bons profissionais da área e, não raro, pagam salários acima da média.

Site TW Solutions

Profissões da área de Telecom que estão em alta e suas médias salariais
5 (100%) 1 voto

Comentários

comentários

O texto acima é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal, Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.