12 fev

Tudo sobre API integração utilizando o Asterisk

O Asterisk Manager Interface (AMI) permite que um programa cliente se conecte a uma instância do Asterisk e emita comandos ou leia eventos em um fluxo TCP / IP. Os integradores acharão isso particularmente útil ao tentar rastrear o estado de um cliente de telefonia dentro do Asterisk e direcionar esse cliente com base em regras personalizadas e possivelmente dinâmicas. O API – Application Programming Interface é um conjunto de padrões e rotinas programáveis que serve para acessar um aplicativo de software ou acessar uma plataforma que utiliza a WEB, como o PABX VoIP.

Antes de saber mais sobre esse assunto, preencha o formulário abaixo para entrar em contato com a TW Solutions e conhecer as melhores soluções VoIP para sua empresa reduzir custos e aumentar a produtividade.

Um protocolo simples baseado em linha “chave: valor” é utilizado para comunicação entre o cliente de conexão e o PBX. As linhas são encerradas usando CR / LF. Por uma questão de discussão, abaixo usaremos o termo “pacote” para descrever um conjunto de linhas de “chave: valor” que são encerradas por um CR / LF extra.

Aproveite para ler também:

Conhecendo um pouco sobre API Asterisk

A TW Solutions vai explicar com mais detalhes os tipos de pacotes e como o API funciona utilizando o Asterisk. O tipo de pacote é determinado pela existência de uma das seguintes chaves:

  • Ação: um pacote enviado pelo cliente conectado ao Asterisk, solicitando que uma determinada ação seja executada. Há um conjunto de ações finito (mas extensível) disponível para o cliente, determinado pelos módulos atualmente carregados no motor Asterisk. Apenas uma ação pode ser pendente por vez. O pacote de ação contém o nome da operação a ser executada, bem como todos os parâmetros necessários.
  • Resposta: a resposta enviada pela Asterisk para a última ação enviada pelo cliente.
  • Evento: dados pertencentes a um evento gerado a partir do núcleo do Asterisk ou um módulo de extensão.

Geralmente, o cliente envia pacotes de Ação para o servidor Asterisk, o servidor executa a operação solicitada e retorna o resultado (muitas vezes apenas sucesso ou falha) em um pacote de Resposta.

Como não há garantia quanto à ordem dos pacotes de resposta, o cliente geralmente inclui um parâmetro ActionID em todos os pacotes de Ação que são enviados de volta pelo Asterisk no pacote de resposta correspondente. Dessa forma, o cliente pode facilmente combinar pacotes de ação e resposta ao enviar ações a qualquer taxa desejada sem ter que aguardar pacotes de resposta pendentes antes de enviar a próxima ação.

Leia também:

Os pacotes de eventos são usados ​​em dois contextos diferentes: por um lado eles informam os clientes sobre as mudanças de estado no Asterisk (como novos canais sendo criados e desligados ou agentes que estão sendo registrados e desativados), por outro lado eles são usados ​​para transportar a carga de resposta para ações que retornam uma lista de dados (ações geradoras de eventos). Quando um cliente envia uma ação geradora de evento, o Asterisk envia uma Resposta empacotada indicando sucesso e contendo uma linha “Resposta: Seguida”.

Sobre a Tw Solutions

A TW Solutions é uma das líderes do mercado em soluções integradas para voz, SMS e e-mail para Call Centers. Oferecemos suporte 24h por dia durante os 7 dias da semana. Estamos presentes em diversas empresas, atuando nos setores de cobrança, SAC, televendas, indústrias e também no varejo, sempre com soluções que visam a redução de custos e aumento da produtividade aliados à satisfação dos clientes.

Conheça alguns dos produtos que oferecemos para sua operação:

Ainda dispomos de recursos extra que podem ser customizados para atender à sua necessidade. Entre em contato hoje mesmo e venha para a telefonia digital!

Site TW Solutions

Tudo sobre API integração utilizando o Asterisk
5 (100%) 1 voto

Posts Relacionados

Comentários

comentários

O texto acima é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal, Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais.